Relembre a trajetória de Lexa no carnaval

No último domingo (28), Lexa subiu em um trio no centro do Rio de Janeiro, arrastando uma multidão de foliões para o seu pré-carnaval. A cantora lotou a Rua Primeiro de Março e revelou que recebeu mais de 150 mil pessoas durante o percurso. A trajetória da artista até ser dona de um megabloco no Rio, no entanto, começou enfrentando dificuldades.

Em 2019, Lexa descobriu, pouco antes do início da concentração do seu bloco, em São Paulo, que havia sido vítima de um golpe. À época, a cantora chorou muito após a situação e foi acolhida por Preta Gil, que se apresentou no mesmo dia.

“A Preta Gil me ligou e falou: ‘Vem pra cá agora, vem pro meu trio agora, traz seus convidados pra cá agora’. Porque ela viu meu desespero, estou atrás de qualquer trio, fui atrás de vários para alugar. Mas, gente, não tem cabimento eu ter pago uma fortuna de dinheiro e pagar de novo”, contou ela.

No ano seguinte, Lexa dedicou novamente seus esforços para tirar o “Bloco da Sapequinha” do papel. A cantora fez sua estreia no Carnaval de rua em São Paulo, onde recebeu MC Jottapê, MC Kekel, MC Fioti, MC Guimê, Dj Pernambuco, Gilmelândia, Kelly Key e Mc Ingrid. No total, 500 mil pessoas acompanharam o trio da artista.

Ainda em 2020, ela fez parte do line-up do Rio POPline Carnival, no Rio de Janeiro, e abriu espaço em seu show para receber o CandyBloco, cantado por Beni, que foi proibido pela PM de ocupar as ruas horas antes de iniciar o percurso.

“Ela me enviou uma mensagem. Não nos conhecíamos, mas ela fez questão de entrar em contato comigo pra me dar apoio e me convidar pra estar no palco com ela”, escreveu o vocalista do bloco à época.

Em 2022, o carnaval voltou a ser uma realidade segura para os brasileiros, que enfrentaram a pandemia do coronavírus. Naquele ano, a cantora alterou o nome do seu carnaval e estreou o “Bloco da Lexa“, que segue até hoje, e o levou para o Será Q Abre?, evento fechado que aconteceu no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Em um ano, Lexa triplicou o público nas ruas do Rio de Janeiro

No ano passado, o carnaval da Lexa avançou mais uma etapa ao sucesso do seu carnaval. A cantora levou seu bloco para as ruas do Rio de Janeiro pela primeira vez com participações de HITMAKER, Jojo Todynho, Gaby Amarantos, Di Ferrero, Bianca, Thiago Pantaleão e Lais Bianchessi. No total, 50 mil pessoas acompanharam todo o percurso.

Em seguida, ela partiu para São Paulo, onde subiu no trio ao lado de Pocah, Danny Bond, Thiago Pantaleão, MC Kekel, MC Mari, Tainá e Jottapê.Mais uma vez, Lexa atraiu uma multidão de 500 mil pessoas para as ruas da capital paulistana

Agora, em 2024, Lexa marcou presença, novamente, nas ruas cariocas. Antes disso, ela viajou pelo Rio de Janeiro e São Paulo com os “Ensaios do Bloco da Lexa“, evento fechado que teve ingressos esgotados nas suas duas edições.

Depois disso, a cantora, que subiu no trio no Rio de Janeiro nesse fim de semana, bateu recorde e triplicou os números do primeiro desfile da cidade maravilhosa. Dessa vez, 150 mil pessoas acompanharam o bloco durante seu percurso pela Rua Primeiro de Março. Ao lado dela, Tati Quebra Barraco, Thiago Pantaleão e Treyce fizeram a alegria dos foliões.

Além disso, a cantora se prepara para manter uma agenda intensa quando o carnaval começar oficialmente. Uma de suas paradas será na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, no dia 11 de fevereiro, onde assumirá mais uma vez o seu posto de rainha da bateria Pura Cadência, da Unidos da Tijuca.
Lexa também está programada para chegar em São Paulo no próximo domingo, 04 de fevereiro, com a expectativa de superar seus números anteriores ao levar uma multidão de foliões pelo circuito da Marquês de São Vicente. Os seus convidados ainda serão revelados
Sendo assim, Lexa continua conquistando foliões e garantindo seu espaço no carnaval brasileiro. O sucesso de seus desfiles e o aumento nos números de participação do público são provas de que o futuro do Bloco da Lexa é promissor e, quem sabe, viaje para mais capitais nos proximos anos.

Author

Share