Neymar Jr. não será indiciado após agredir torcedor, diz jornal

Author

Categories

Share

Neymar Jr. não será indiciado após agredir um torcedor do Rennes na final da Copa da França, que aconteceu no dia 27 de abril desse ano.

Segundo informações do jornal L’Équipe, as Autoridades da França rejeitaram a denúncia e o atacante recebeu apenas uma advertência.

Ainda segundo o veículo, o torcedor teria mudado suas versões do que ocorreu.

RELEMBRE

Após a disputa de pênaltis, os jogadores da equipe do Parque dos Príncipes deixaram o estádio e passaram pelos torcedores que lá estavam. Durante uma breve discussão, Neymar acabou agredindo um dos rapazes que proferiu palavras de ódio contra ele e os colegas de elenco.

Segundo Alex Bernardo, assessor de marketing de Neymar, a situação foi um tanto quanto constrangedora. O profissional disse que não vai julgar se foi a melhor forma de se resolver um assunto, porém, o torcedor em questão acabou passando dos limites ao ofender além de Neymar, os demais companheiros de PSG, inclusive o experiente goleiro italiano Buffon.

“Neymar, como sempre, defendeu a si mesmo e a seus companheiros de ofensas. Quem o defenderá de ter ido em defesa dos companheiros de time? Alguém?”, acrescentou o assessor.

Nos comentários, o astro se pronunciou sobre o ocorrido. Para ele, sua atitude não foi a das melhores, porém, diversos fatores culminaram para que ele tomasse a atitude contra o homem em questão.

“To errado? To. Mas ninguém tem sangue de barata”, escreveu o atacante, em resposta a Alex Bernardo.

Além disso, em seu perfil oficial nas redes sociais, ele fez questão de revelar o quanto estava frustrado com a derrota, porém, um sentimento de felicidade ainda habitava seu coração. Após ter ficado alguns meses foras, devido ao tratamento de sua última lesão, o camisa 10 disse que já está mais confortável em campo e teve um retorno até que positivo, pensando individualmente. 

“Ninguém gosta de perder, eu então … quem me conhece sabe o quanto sou competitivo e o quanto a derrota me abala. Mas perder faz parte da vida de um atleta, nos faz crescer, nos faz pensar, nos faz melhorar. Feliz de poder voltar a jogar, de voltar a fazer gol e me sentir bem dentro de campo, mas o sentimento maior hoje é de tristeza“, finalizou ele. 

Author

Share