Deu ruim: DRT pedido por Juliette Freire é negado

A ex BBB , Juliette Freire teve seu pedido de registro profissional de atriz, o famoso DRT, negado pelo Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (Sated-RJ). Para conseguir o documento, a campeã do ‘BBB 21’, através de uma equipe jurídica, usou como argumento as publicidades que fez ao sair do reality global, o que não foi aceito pelo presidente do sindicato.

Pois bem. Esta coluna de apenas seis leitores teve acesso aos documentos que revelam mais alguns detalhes do pedido do DRT negado à Juliette. De acordo com as informações, a solicitação foi feita poucos meses após o fim do ‘Big Brother Brasil 21’, mais precisamente em setembro do mesmo ano, de maneira totalmente on-line.

Apesar de anexadas algumas fotos de trabalhos publicitários feitos pela ex-BBB, o sindicato entendeu que o material era insuficiente para conceder o registro. Isso porque, além de Juliette não ter interpretado personagens e sim ter feito os comerciais como ela mesmo, o endereço da cantora estava fora da área de atuação do Sated-RJ. “Não há trabalhos suficientes que comprovem que ela seja atriz”, diz um trecho da justificativa.

Um outro detalhe chamou a atenção desta coluna. A solicitação do registro profissional de Juliette ter foi feita pelo mesmo escritório que pediu o DRT de Anitta e que também foi negado pelo Sindicato dos Artistas do Rio. Vixi.

Author

Share